h1

Prateleira B

A Última Música

 A Última Música (The Last Song), escrito por Nicholas Sparks, apresenta a história de um adolescente de 17 anos chamada Ronnie Miller, que a pedidos de seu pai – mas contra sua vontade -, vai passar um tempo com ele na Carolina do Norte, na esperança que ele tem de poderem arrumar e restaurar seu relacionamento entre pai e filha, antes que seja tarde de mais. Umas das maneiras que ele tenta se reaproximar da filha é pela paixão que eles tem em comum: A música. Ela e seu irmão Jonah, passam as férias de verão com Steve, e com o passar do tempo vão conseguindo se reconectar, até que uma notícia inesperada chega à Ronnie e Jonah, e que mais uma vez vira a vida da jovem de cabeça para baixo.

Durante este tempo que passou por lá, Ronnie encontrou um rapaz chamado Will Blakelee, que aos poucos conquista o coração da garota, fazendo desaparecer o jeito rebelde e difícil dela. Ronnie encontra companhias que podem não ser tão boas quanto parecem, e que podem prejudicá-la.

Podemos concluir que A Última Música, é uma junção de romance e drama, onde envolve diversos temas como amor, perdão, dor, amizade, confiança, uma história com muitos erros, mas também acertos, e amadurecimento dos personagens.

O livro ganhou uma versão em filme que obteve um sucesso tremendo.  As filmagens tiveram início no dia 15 de junho de 2009  e foram encerradas em 18 de agosto do mesmo ano. As filmagens foram feitas em Tybee Island, na Georgia. Foi lançado em 31 de março de 2010 nos Estados Unidos, tendo aproximadamente 1 hora e 50 minutos de duração.

Elenco Principal

Miley Cyrus como Veronica (Ronnie) Miller, Greg Kinnear com Steve Miller, Bobby Coleman como Jonah Miller, Kelly Preston como Kim Miller, Liam Hemsworth como Will Blakelee, Nick Lashaway como Marcus, Carly Chaikin como Blaze.

O livro ganhou uma versão em filme que obteve um sucesso tremendo.  As filmagens tiveram início no dia 15 de junho de 2009  e foram encerradas em 18 de agosto do mesmo ano. As filmagens foram feitas em Tybee Island, na Georgia. Foi lançado em 31 de março de 2010 nos Estados Unidos, tendo aproximadamente 1 hora e 50 minutos de duração.

Curiosidades

– Primeiro lugar entre os livros mais vendidos segundo as lista dos jornais USA Today e New York Times.

– 3,4 milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos em apenas 6 meses.

– O filme arrecadou mais de 70 milhões incluindo os Estados Unidos e outros países, sendo 55 milhões apenas nos EUA.

Dados Sobre o Livro

– Título: A Última Música (The Last Song)

– Autor: Nicholas Sparks

– Ano: 2010

– Editora: Novo Conceito

– Preço: 34,90

O Autor

Nicholas Sparks é considerado um dos melhores escritores da atualidade, com sua literatura profunda. Conquistou o primeiro lugar oito vezes, com mais de cinqüenta milhões de cópias vendidas em todo o mundo, e seus livros traduzidos para mais de 40 idiomas.

 

 

 

Nicholas Sparks

 

 

 

A Última Música

 

 

Capa do Livro

Leitores: Caroline Stringari, Heloisa Stringari, João Vitor, Samara Schneider, Vitor Bona Moll

 

__________________________________________________________________

Onze Minutos

Pretendemos, aqui, mostrar o quanto o autor Paulo Coelho pode sim ser aceito nas escolas, pois sua leitura pode servir de entrada para textos mais elaborados.

“Existem dois tipos de escritores: aqueles que fazem pensar, e aqueles que fazem sonhar.”

Paulo Coelho é um escritor que nos faz pensar que a leitura não é apenas ler, e sim ler com entusiasmo, ele mesmo dizia: “enquanto eu escrevia, percorri um longo caminho. Agora termino este parágrafo com a consciência de que arrisquei o bastante, e dei o melhor de mim.”

A Obra:

Onze Minutos foi publicado em 2003. Neste livro, Paulo Coelho conta a história de uma menina brasileira que provou desde cedo o amargo da decepção amorosa e que fechou seu coração ao amor. Atraída pela promessa de uma vida melhor, parte para a Europa em busca de uma nova vida. Torna-se prostituta, explora e esforça-se por explicar o inexplicável daquela vida. Recupera ainda a abertura para o amor ao lado de um pintor que conhece num bar e se revela um cliente especial da boate onde trabalhava.

Biografia:

 

Paulo Coelho nasceu no Rio de Janeiro (RJ), em 24 de agosto de 1947. Filho do engenheiro Pedro Paulo Coelho e de Lígia Coelho. Fez seus estudos no Rio de Janeiro. É casado, desde 1981, com a artista plástica Christina Oiticica.

Desde muito novo, gostava de escrever e mantinha um diário. Antes de dedicar-se inteiramente à literatura, trabalhou como diretor e autor de teatro, jornalista e compositor. Escreveu letras de música para alguns dos nomes mais famosos da música brasileira, como Elis Regina e Rita Lee. Seu trabalho mais conhecido, porém, foram às parcerias musicais com Raul Seixas, que resultou em sucessos como “Eu nasci há dez mil anos atrás.”

Seu fascínio pela busca espiritual, que data da época em que, como hippie, viajava pelo mundo, resultou numa série de experiências em sociedades secretas, religiões orientais, etc. Em 1982, o editou próprio seu primeiro livro, Arquivos do Inferno, que não teve qualquer repercussão. Em 1986, fez a peregrinação pelo Caminho de Santiago, na Espanha, e, a partir dessa experiência marcante, escreveu O Diário de um Mago – O Peregrino, em 1987. No ano seguinte, publicou O Alquimista, que se transformaria no livro brasileiro mais vendido em todos os tempos.

Curiosidades:

O Instituto Paulo Coelho é uma instituição sem fins lucrativos, que ajuda as classes sociais menos favorecidas a se integrar na nossa sociedade. O escritor colabora financeiramente com a creche Escola Meninos de Luz.

A entidade oferece assistência para 320 crianças e adolescentes, de 03 meses a 18 anos de idade moradores da comunidade. A finalidade da instituição é impedir a marginalização e a exclusão social dos menores, tornando-os elementos transformadores em suas comunidades.

Se você quer saber mais sobre essa instituição e deseja colaborar acesse o site www.meninosdeluz.org.br

Alguns pensamentos de Paulo Coelho:

– Quem tentar possuir uma flor, verá sua beleza murchando. Mas quem apenas olhar uma flor num campo, permanecerá para sempre com ela. Você nunca será minha e por isso terei você para sempre.

– Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo.

– Quantas coisas perdemos por medo de perder.

– Imagine uma nova história para sua vida e acredite nela.

– Você foi à esperança nos meus dias de solidão, a angústia dos meus instantes de dúvida, a certeza nos momentos de fé.

– A possibilidade de realizarmos um sonho é o que torna a vida interessante.

– Escuta o teu coração, ele conhece todas as coisas; pois onde ele estiver, é onde está o teu tesouro.

– Nós somos o que fazemos não o que pensamos fazer.

Site Oficial do Paulo Coelho

http://www.paulocoelho.com/br/

Leitoras: Amanda K. e Caroline Lennert.

____________________________________________________________________________

 

Crônicas de Narnia

A Obra “As Crônicas de Nárnia” é composta por sete livros, ou se preferir, sete crônicas, sendo cronologicamente no sentido histórico e consequentemente ordenadas em “O Sobrinho do Mago”, “O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa”, “O Cavalo e seu Menino”, “Príncipe Caspian”, “A Viagem do Peregrino da Alvorada”, “A Cadeira de Prata” e, por fim, “A Última Batalha”.

As incríveis aventuras são narradas em terceira pessoa tanto do plural quanto do singular, por um narrador desconhecido que talvez seja o próprio Lewis, interagindo com seus leitores, diríamos humildes viajantes sonhadores e encantados pela riqueza de detalhes relatados a cada página, a cada início e a cada término de aventura.

Os personagens evoluem e transformam-se a cada crônica, assim como surgem também outros ainda mais inusitados e falantes, como anões, dríades, ratos, reis autoritários, feiticeiras e feiticeiros, além dos tantos mamíferos, sendo um em especial, o leão Aslam, criador de Nárnia. Não nos esquecendo das destemidas crianças, verdadeiras criaturas mágicas do nosso mundo há tanto obscurecido. Lerás e saberás, recém-viajante narniano!

 

Biografia do Autor

Clive Staples Lewis, nascido em novembro de 1898, assinava seus livros como C. S. Lewis. Viveu até completar 65 anos. Era um escritor conhecido, principalmente, pelas suas obras na literatura fantástica, como as Crônicas de Nárnia. Seus livros são mundialmente famosos, sendo que os mesmos já foram traduzidos para mais de 30 línguas. Lewis, também, é comparado com seu grande amigo, Tolkien, por criar um universo tão fantástico quanto o mundo de Nárnia. Cresceu lendo muito, sua família tinha, inclusive, uma biblioteca particular. Desde pequeno era fascinado pelos livros. Lewis passava longos períodos lendo, inclusive durante as grandes guerras. Casou-se com uma jovem chamada Joy, que faleceu quatro anos depois.

Bibliografia do autor

• A Alegoria do Amor: Um Estudo da Tradição Medieval (1936)

• Reabilitações e Outros Ensaios (1939)

• O Problema do Sofrimento (1940)

• Um Prefácio Para o Paraíso Perdido (1942)

• A Abolição do Homem (1943)

• Torso Arturiano (1948)

• Surpreendido pela Alegria (1955)

• Os Quatro Amores (1960)

• Cartas a uma Senhora Americana (1967)

• O Sobrinho do Mago (sem data)

• O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa (1950)

• Príncipe Caspian (1951)

• A Viagem do Peregrino da Alvorada (1952)

• A Cadeira de Prata (1953)

• O Cavalo e seu menino (1954)

• A Última Batalha (1956)

• Além do Planeta Silencioso (1938)

• Perelandra (1943)

• Aquela Força Medonha (1945)

• O Grande Abismo (1945)

• A Torre Negra e Outras Histórias (1977)

• Poemas:

• Poemas Narrativos (1969)

• Poemas Completos de C.S.Lewis

 

Curiosidades:

• Nárnia foi o nome de uma antiga cidade italiana, agora chamada Narni.

• “Aslam” é a palavra turca para designar “leão”.

• O nome “Jadis” significa “feiticeira” na língua persa.

• Durante a segunda guerra, quatro crianças se hospedaram na casa de Lewis, a “Kilns”.

• A imagem de um fauno carregando pacotes e um guarda-chuva em uma floresta coberta de neve veio para Lewis quando ele tinha 16 anos.

• “A Última Batalha” foi coroada com o Prêmio Carnegie, o mais alto prêmio da literatura infantil.

• Pauline Baynes criou aproximadamente 350 desenhos para as Crônicas de Nárnia.

• Seis filmes das Crônicas foram feitos para a TV: uma versão em desenho animado de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” em 1979; versões com atores reais de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa”, “Príncipe Caspian e A Viagem do Peregrino da Alvorada” (combinados em um só filme) e “A Cadeira de Prata” nos anos 80 (que passaram na BBC); e uma versão menos conhecida e em preto e branco de “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” pela England’s ITV em 1968.

• Os piratas que deram origem aos telmarinos deixaram nosso mundo entre 1933 e 1940, quando ainda existiam piratas nos Mares do Sul. Eles chegaram em Telmar no ano narniano de 460.

• J.R.R. Tolkien, amigo de Lewis e escritor de “O Senhor dos Anéis”, criticou tanto “O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa” que Lewis quase não o terminou.

 

Trailers de filmes:

 • O Leão, A Feiticeira e o Guarda-roupa:

 • Príncipe Caspian:

 • Peregrino da Alvorada:

 

Trilha Sonora:

 

  

Capa de "As Crônicas de Nárnia Volume Único"

C. S. Lewis

  

Adaptação de um dos livros da série, "O Príncipe Caspian"

 

Mapa das terras de Nárnia

Leitores: Gabriel Vargas, Paola Sayuri, Amanda Nemer e  Clara Sofia.

______________________________________________________________________

O Menino do Pijama Listrado

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga.

Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando solucionar o mistério que ronda as atividades de seu pai.

Futuramente descobre que seu pai trabalha para a Fúria (Hitler) fazendo muitos trabalhos misteriosos que deixavam o menino cada vez mais curioso.

Por fim, um dia Bruno decide atravessar a cerca na qual havia muitas pessoas como ele. Apesar de não saber o motivo por estarem ali, Bruno decidiu se juntar a eles então por fim acaba morrendo em uma câmara de gás que não sabia que era tal.

Seu pai nota que o filho desapareceu então fica desesperado e sai a sua procura. Quando vê sua roupa no chão e um pedaço da tela para um menino do seu tamanho passar imaginam toda a situação e começa a chorar pensando no que aconteceu com seu filho.

O Menino do Pijama Listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.

A história basicamente é focada em Bruno e nas relações familiares. Tudo gira em torno de Bruno suas insatisfações e indagações a respeito do destino de sua família e os mistérios que cercam os vizinhos do outro lado da cerca.

O grande erro de Boyne está em assoprar demais a ferida e não mostrar mais a crueldade e realidade do campo de concentração. E nos momentos em que são mostrados o efeito é minimizado pela inocência de Bruno que sempre tenta arranjar alguma explicação plausível para as cenas de abuso dos soldados.

 

John Boyne

 

Capa da Adaptação Cinematográfica

 
Leitores: Edlfreidy, Gustavo Krüger, José, Mateus e Ronaldo
_________________________________________________________________________

O Hobbit

O Hobbit conta as aventuras de Bilbo Bolseiro, que se passam antes das aventuras de O Senhor dos Anéis, e mostra como ele conseguiu o seu precioso anel.Os Hobbits vivem uma vida tranquila, sem ambições e sem se aventurar para lugares longes de sua despensa; trabalham em suas fazendas, comem e socializam.A história de Bilbo começa com o mago Gandalf que chega a Bilbo em uma manhã agradável para se sentar e olhar o dia passar. Ele é visto com maus olhos pelos Hobbits, pois levara muitos jovens tranquilos para loucas aventuras. O Hobbit não vê a hora de que Gandalf vá embora, porém, este fala a Bilbo que está procurando alguém para participar de uma aventura e o persuade fazendo-o, sem perceber, aceitar o convite e ingressar na aventura. No dia seguinte, perto da hora do chá, Bilbo ouve alguém à porta de sua casa. Quando abre a porta, vê um anão, que logo entra sem cerimônias. Mesmo surpreso, o Hobbit não perde as boas maneiras e serve chá ao anão. Mas, logo depois, muitos anões chegam à casa do Sr. Bolseiro e, pouco tempo depois, Gandalf.Gandalf diz que tem uma missão para eles. Eles devem recuperar o tesouro roubado pelo dragão Smaug, no entanto, o tesouro era guardado pelo dragão e estava em sua caverna, na Montanha Solitária. O Hobbit é convidado pelo fato de ser pequeno e silencioso; boas características para um ladrão. Os anões conseguem despertar em Bilbo um espírito aventureiro que o mesmo desconhecia.Em sua aventura Bilbo Bolseiro enfrentará trolls, wargs, orcs, uma criatura estranha chamada Gollum e o terrível dragão Smaug.

O Autor

John Ronald Reuel Tolkien grande escritor, professor universitário e filólogo (aquele que estuda a uma língua, literatura, cultura ou civilização sob uma visão histórica) britânico, nasceu na África do Sul em 3 de Janeiro de 1892 e faleceu em 2 de Setembro de 1973. Aos três anos de idade passou a viver na Inglaterra, com sua família. Lutou na Primeira Guerra Mundial, onde começou a escrever os primeiros rascunhos do que se tornaria o seu “mundo secundário” complexo e cheio de vida, denominado Arda, palco das mundialmente famosas obras O Hobbit, O Senhor dos Anéis e O Silmarillion, esta última, sua maior paixão, é considerada sua principal obra, embora não a mais famosa.Mesmo com o sucesso de “O Senhor dos Anéis”, Tolkien só virou celebridade por volta da década de 60, especialmente nos campi das universidades.Duas obras de Tolkien viraram longas animados para a TV inglesa: O Hobbit (em 1977) e O Senhor dos Anéis, O Retorno do Rei (em 1980), ambas criadas para especiais de TV e dirigidas por Jules Bass, o mesmo produtor de Thundercats e Silverhawks e co-diretor do longa metragem Rudolph, a rena do Nariz Vermelho.Um bom livro só tem a acrescentar em nossas vidas, quando lemos entramos em um universo totalmente distinto do nosso como é o caso do mundo de Bilbo Bolseiro, um mundo fantástico cheio de aventuras, magia e companheirismo.Tolkien nos mostrou de uma forma clara e simples como é fácil sair da comodidade, da mesmice cotidiana e fazer um pouco pelo próximo e por si mesmo.Os livros que retratam mundos e seres irreais e fantásticos nos fazem fugir da nossa realidade para que possamos ter uma visão mais ampla e completa do mundo, nos tornando mais críticos e abertos a novas perspectivas.J. R. R. Tolkien”.

O Anel

Supostamente, esta criatura é um hobbit.

O Alfabeto Élfico

Trailer do filme (estreia em 2011)

Leitores: Bruna de Ramos, Bruna Reitz, Bruna Blattman, Danielle Venson e Gustavo Santos

_________________________________________________________________________

Para sempre Alice

Para sempre Alice é um livro que apresenta a história de uma mulher que descobre, no auge de sua carreira, que possui uma doença degenerativa. É um livro que nos deixa infeliz e ansioso para saber o que vem depois e com ele conhecemos mais sobre esta triste doença. Faz querer aproveitar mais a vida e estar com a família e pensar “E se um dia olhar para este rosto e não reconhecer de quem ele é?”.

Indicamos para todos que tem interesse no assunto e também para aqueles que possuem parentes com este problema.

Um breve resumo: Alice era uma mulher bem sucedida, casada e com três filhos já adultos e encaminhados na vida: um é médico, uma é advogada e a outra para desgosto da mãe atriz. No início Alice tem esquecimentos normais como onde deixou o celular, mas ao se perder a caminho de casa percebe que tem algo de errado. Consulta o médico, no começo pensava ser algo relacionado à menopausa, mas ao ir a um especialista é diagnosticada com a doença de Alzheimer. A partir daí começam os problemas: de contar á família, ao chefe e os da doença.

Este livro pode ser comprado nas seguintes livrarias:

Livraria Curitiba: R$ 34,90

Saraiva: R$ 34,90

FNAC: R$ 26,20

Midas: R$ 34,90

Livraria da Travessa: R$ 27,57

Livraria Cultura: R$ 37,00

Autora

Lisa Genova é ph.D. em neurociência pela Universidade Harvard e escreve uma coluna virtual para a Associação Nacional de Alzheimer. Ela vive com sua família em Massachusetts. Para sempre Alice é seu primeiro livro. Seu livro esta na lista dos mais vendidos do new the new work times.

Comentários e Opiniões

Priscilla

27/06/2010

“Fiquei imaginando q teria sido a unica a chorar horrores com o livro, percebi que um sentimento compartilhado com várias pessoas…adorei o livroooo!!!”

Raissa

20/04/2010

“Um dos melhores livros que li,ano passado,e olha que foram uns 10… emocionante, de leitura fácil,envolvente,que te prende…me fez querer ler em um dia,e não querer que acabe nunca,ao mesmo tempo…Abracei-o ao final da leitura,tal qual faço com todos os meus livros preferidos…Inesquecível!”

Estefânia

05/02/2010

“Amei o livro…Meu avô materno tinha Alzheimer e me identifiquei muito com o livro, foi um grande aprendizado. Infelizmente não pude deixá-lo aqui comigo por mais tempo, mais tenho certeza de que foi muito útil o livro para mim e para toda família. Agradeço por ter tido a oportunidade de entender o sofrimento dele.Trabalho em uma livraria e indico o livro para muitas pessoas,todos devem… É maravilhoso!!!”

Cacau

28/12/2009 14:57:47

“Minha mãe sofreu Alzheimer de instalação precoce por 12 anos, faleceu ano passado o que me fez sentir um misto de tristeza profunda, alivio e culpa… Essa doença é uma das piores que pode existir, e saber que posso ter essa doença terrível é um pesar muito grande. Ler esse livro me fez reviver vários momentos com minha mãe, que por muitas vezes parecia que aquelas palavras tinham saído da “nossa” história. Me emocionei muito, sofri, chorei, mas o mais importante de tudo; esse livro me fez relembrar dos momentos bons com ela e o quanto é importante viver cada momento como único e como se fosse o último!!! Também gostaria de saber mais sobre os exames citados no livro (que os filhos fizeram), não tenho a intenção de fazê-los no momento, pois acho que é sofrer por antecipação, mas assim que encontrarem a cura, farei de tudo para evitar esse mal… Obrigada…de verdade!”

Lisa Genova

Lisa Genova

Capa de "Para Sempre Alice"

Leitoras: Júlia G, Laura T, Leticia T e Helena C

_________________________________________________________________________

De Repente dá Certo

O livro De Repente dá Certo, foi escrito por Ruth Rocha e teve a sua primeira edição no ano de 1986, sendo publicado pela editora Salamandra.  Esta obra custa entre R$ 25,40 a R$ 29,90. O livro conta a história de Beatriz, uma menina como qualquer outra, que tem todos os sentimentos e incertezas sobre o que acontece no seu dia-a-dia e como deve lidar com novas situações. Seus pais se separaram quando ela tinha seis anos de idade, desde então seu pai já havia formado uma nova família e ela continuava morando sozinha com a sua mãe. Ela cresceu, escutando perguntas sobre como se sentia convivendo com a separação dos seus pais. Certo dia, sua mãe arranjou um namorado  e não demorou muito tempo para os dois morarem juntos, o nome dele era Alfredo e ele tinha um filho que se chamava Pedro. No começo, Beatriz não gostava muito de Pedro e os dois viviam se implicando, pois ela morria de raiva quando o via usando as suas coisas. O tempo foi passando, e todo dia os dois viviam se desentendendo como de costume, Beatriz não era mais aquela menina, ela já havia se tornado uma adolescente, Pedro também havia crescido e vivia rodeado por mulheres que viviam ligando para ele, foi então que ela percebeu que tinha certo ciúme dele. Com Pedro a situação também não era muito diferente ele não apresentava nenhum de seus amigos para Beatriz e ficava com muita raiva quando nas reuniões familiares alguém dizia que os dois eram irmãos, foi então que Pedro se declarou a Beatriz e os dois começaram a namorar. O namoro dos dois não durou muito tempo, pois Pedro viajou aos Estados Unidos para estudar. Beatriz ficou arrasada com a viagem do namorado, pois o curto período que ambos estavam juntos foi o suficiente para os dois se apegarem demais um ao outro. Foram longos dias, após a viagem de Pedro, foi só então que ela recebeu uma carta escrita por ele, que dizia o quanto o namoro dos dois havia sido bom para ele e quando ele voltasse quem sabe, de repente daria certo.

Capa do livro "De repente dá certo"

Curiosidades sobre a autora:

Ruth Rocha nasceu em 1931 na cidade de São Paulo. Filha dos cariocas Álvaro de Faria Machado, médico, e Esther de Sampaio Machado, têm quatro irmãos, Rilda, Álvaro, Eliana e Alexandre. Teve uma infância alegre e repleta de livros e gibis. É graduada em Sociologia e Política pela Universidade de São Paulo e pós-graduada em Orientação Educacional pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Casada com Eduardo Rocha, tem uma filha, Mariana e dois netos, Miguel e Pedro. Começou a escrever em 1967, para a revista Claudia, artigos sobre educação. Participou da criação da revista Recreio, da Editora Abril, onde teve suas primeiras histórias publicadas a partir de 1969. “Romeu e Julieta”, “Meu Amigo Ventinho”, “Catapimba e Sua Turma”, “O Dono da Bola”, “Teresinha e Gabriela” estão entre seus primeiros textos de ficção. Ainda na Abril, foi editora, redatora e diretora da Divisão de Infanto-Juvenis.

Publicou seu primeiro livro, “Palavras Muitas Palavras”, em 1976, e desde então já teve mais de 130 títulos publicados, entre livros de ficção, didáticos, paradidáticos e um dicionário. As histórias de Ruth Rocha estão espalhadas pelo mundo, traduzidas em mais de 25 idiomas. Seu livro mais conhecido é “Marcelo, Marmelo, Martelo”, que já vendeu mais de 1 milhão de cópias, ao longo da sua vida, ganhou muitos prêmios importantes da literatura.

Ruth Rocha

Outros livros escritos pela autora:

Leitoras: Taynara Cristina da Cruz Ferreira e Alissa Carla Soares

_______________________________________________________________________

Querido John

Nicholas Sparks é um sucesso retumbante com 16 livros publicados e 50 milhões de cópias impressas no mundo todo. As maiorias de seus livros estréiam e permanecem por uma média de 5 meses nas listas dos mais vendidos nos EUA. Em 2004, três de seus livros figuravam, ao mesmo tempo, na lista do New York Times.

Escrito por Nicholas Sparks no ano de 2010, o livro teve um sucesso imediato assim que foi lançado no mercado e esteve em primeiro lugar na lista dos mais vendidos do New York Times sendo que continuou na lista durante mais dez semanas. Já foram vendidas mais de cinco milhões de cópias, chegou a até ser transformado em filme onde ocupou o primeiro lugar na lista dos mais vistos tirando o pódio do filme Avatar. Nas livrarias encontra-se com diferentes preços e em variados lugares e já na internet encontra-se a partir de R$ 19,00 até R$ 29,00.

Sparks já tem com 16 livros publicados e 50 milhões de cópias impressas no mundo todo. As maiorias de seus livros estréiam e permanecem por uma média de 5 meses nas listas dos mais vendidos nos EUA, alguns serão recomendados ainda no Blog e por terem histórias encantadoras são e serão muito procurados por leitores de diferentes idades interessados na leitura. Seis dos romances do autor já foram transformados em filmes de grande bilheteria: Diário de Uma Paixão, Uma Carta de Amor, Noites de Tormenta, Um Amor para Recordar, A Última Música e Querido John onde seus personagens principais são interpretados Channing Tatun e Amanda Seyfried.

Em Querido John, Nicholas Sparks conta a história de John Tyree, um jovem rebelde que se apaixona por Savannah Lynn Curtis, uma estudante conservadora, durante seu perído de licença do exército. A atração cresce rapidamente e logo transforma-se em um amor que faz com que Savannah jure esperá-lo concluir seus deveres militares, nesse tempo afastados a troca de cartas e juras de amor eram frequentes, mas ninguém pôde prever que os atentados de 11 de Setembro pudessem mudar o mundo todo. E como muitos homens e mulheres corajosos,John deveria escolher entre seu amor por Savannah e seu país. Agora, quando ele finalmente retorna para Carolina do Norte, ele descobre o quanto sua decisão conseguiu transformar a vida de dois apaixonados.

Capa brasileira do livro "Querido John"

Capa americana do livro "Querido John"

Nicholas Sparks, o autor de "Querido John".

Trailer do filme

Site Oficial: http://www.dearjohn-movie.com/

Site Oficial Brasileiro: http://www.queridojohnolivro.com.br/

Site do filme: http://www.sonypictures.com.br/Sony/HotSites/Br/queridojohn/

Leitoras: Amanda B., Alessandra e Carolina P.

_______________________________________________________________________________________

 

Menino do Engenho

A obra Menino de Engenho tem como cenário o interior paraibano, a Fazenda Santa Rosa e o engenho de açúcar do avô do menino Carlinhos. Aos quatro anos de idade, Carlinhos, após a morte da mãe, assassinada pelo pai enlouquecido e posteriormente internado, o menino vai viver na fazenda do avô materno, o senhor de engenho José Paulino.

A adaptação de Carlinhos e suas sucessivas perdas estão presentes ao longo da narrativa. A convivência com tio Juca, e a mentalidade machista, revelam na descrição do livro a influência da cultura patriarcal e escravocrata, fazendo parte da infância do menino. A cultura e a estrutura do engenho estão centradas na economia açucareira em declínio.

A ferramenta que move o engenho é a mão-de-obra escrava. Negras e negros compõem a estrutura produtiva através de um trabalho escravo, onde a exploração dos trabalhadores e trabalhadoras retrata um painel econômico e social. O senhor de engenho representa o poder econômico, o latifúndio e a exploração do serviço braçal.

A narração feita em primeira pessoa pelo protagonista Carlinhos retrata com naturalidade a convivência numa sociedade estruturada no poder senhoril e suas regras de dominação. As negras eram comparadas a animais domésticos, mais intimamente ligados à Casa Grande, executando trabalhos sem remuneração que se perpetuavam geração após geração.

A gravidez e as doenças venéreas eram uma constante entre as escravas negras exploradas pelos senhores de engenho. Carlinhos se inicia sexualmente com uma escrava e contrai doença venérea, na época motivo de orgulho para um homem. Aos quinze anos Carlinhos é mandado para um colégio interno e deixa o engenho de açúcar do avô José Paulino em vias de decadência com a chegada das usinas de açúcar.

Curiosidades

Concentra a maior expressão de sua prosa na decadência da estrutura social e econômica dos latifúndios e engenhos de açúcar, influência de sua infância e adolescência vividas no engenho e seu avô paterno, o coronel José Paulino.

Num misto de ficção e lembranças de sua vida de menino, o escritor retrata, no conjunto de sua obra, a vida nordestina na visão de quem participou ativamente dela, num período de grandes transformações de natureza econômica e social, resultado da decadência do engenho que começava a ser substituído pela usina moderna. Isso numa linguagem regionalista, popular e fluida.

Ao atuar como promotor em Maceió, onde escreveu seus primeiros romances, tornou-se amigo de Graciliano Ramos, Jorge de Lima e Rachel de Queiroz. Atuou também na imprensa, na vida diplomática e, pouco antes de morrer, foi eleito para a Academia Brasileira de Letras.

José Lins do RegoMenino do Engenho

 

Leitores: ????

Anúncios

9 comentários

  1. 11 Minutos de Paulo Coelho.
    Li essa obra, achei o livro ridículo, não tem nada pra se aproveitar do conteúdo do livro, uma história comum, de uma brasileira como tantas outras tenta a sorte no exterior e vira prostituta por falta de oportunidade, fala sobre suas experiências com os clientes e sobre seu dia-a-dia na boate, coisas bem desinteressantes, não sei como cheguei ao final do livro, pois a leitura era chatissima.
    Prefiro outras obras do autor, que são muito melhores elaboradas, como: O Alquimista e Diário de um Mago.


  2. O livro “A última música” é muito bom. A linguagem é clara e a história é envolvente. Apesar de retratar o amor adolescente, como em muitos outros livros, podemos notar uma presença muito grande de detalhes que fazem com que a historia se torne original. Envolve não somente o amor no sentido de paixão, como também o amor familiar e as barreiras encontradas quando se é necessária uma despedida. Nicholas Sparks tem muitos outros livros que valem a pena serem lidos, como “Noites de Tormenta”, “Querido John”, “Um Amor para Recordar”, entre outros.


  3. O Menino do pijama listrado é um ótimo livro e merece ser lido, com toda certeza. Além da história que é muito bem elaborada por sinal, o que talvez chame mais atenção e o objeto de maior enfoque do livro é o tema de intolerencia etnica, a que o livro retrata muito bem,o holocausto. E tudo isso retratado com toda a inocência pertinente a um menino de 8 anos. Excelente enredo.


  4. Gostei do livro “A Última Música”, por falar de uma
    história de amor, recomendo a leitura!


  5. O livro “O Menino do Pijama Listrado” foi o que mais me chamou atenção, especialmente por se tratar de um momento histórico muito interessante, a segunda guerra, e por abordar esse assunto de uma forma tão forte, e que, tendo em foco uma criança, comove fortemente aos leitores.


  6. Já pretendia ler “Querido John” e “A última música” nessas férias, mas além desses, outro que me chamou a atenção nesta página foi “Onze minutos”, devido aos acontecimentos na vida da menina, os quais estão ao mesmo tempo tão perto e tão longe da vida de muitas outras; e também pela curiosidade a respeito do modo que o autor expressa suas ideias.


  7. O livro “De repente da certo”é um livro muito interessante,pois conta a historiade uma menina de seis anos,que sofreu após a separação dos pais,isso realmente trata muito bem o que acontece na vida real.


  8. O livro Menino Do Pijama Listrado’É u otimo livro,eu ja li e recomendo porque é uma historia muito chocante que fala sobre a segunda guerra mundiale tem um final surpeendente,chocante e muito triste.
    Eu recomendo este livro.


  9. Os livros desta estante me chamaram muito a atenção.Pois todos tem ótimos conteúdos e assuntos muito diferenciados.Mas o que mais me surpreendeu foi “Onze minutos”, pois o assunto que o livro traz ainda é muito delicado, e o modo como o Paulo Coelho o coloca, nos mostrando as imperfeições das outras sociedades com as quais não convivemos.Recomendo a leitura, pois o livro é fascinante.



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: